Será ditado um “Au revoir Colette”!

A manhã de hoje despertou com o revelar do encerramento da loja francesa Colette, situada na rua Saint-Honoré, uma das mais emblemáticas no território francês. Com o assinalar de vinte anos de abertura ao público, fecham-se as portas e abrem-se as janelas da memória.

A sua história iniciou-se na década de 90, quando Colette Roussaux decidiu edificar uma loja para os amantes de Moda, Lifestyle, Design e Beleza. Designada como uma “morada de culto”, foi durante 20 anos visitada por todos aqueles que chegavam às ruas de Paris.

Colocando termo à sua carreira, a fundadora da Colette decidiu ausentar-se por completo da área empresarial, que era igualmente gerida pela sua filha Sarah Andelman.
Segundo o comunicado apresentado a público, “ Chegou o momento de Roussaux ter o seu tempo, e Colette não pode existir sem Colette”, o que determinará assim o fecho da empresa oficialmente no dia 20 de Dezembro do presente ano.

A notícia lançada pela Business of Fashion, afirma que a marca Saint Laurent encontra-se em conversações para assumir a sua localização na rua Saint-Honoré que, segundo a empresa seria uma boa alternativa para os funcionários, sendo que não teriam de abdicar do seu posto de trabalho.
Contudo, as ligações amigáveis entre as marcas nem sempre foram constantes. Em 2013,a recorrência ao uso do slogan “Ain’t Laurent Without Yves” em 300 t-shirts levou o diretor comercial de Saint Laurent a terminar a relação comercial com a Colette, retirando assim as t-shirts da loja online. Segundo afirmara Andelman há três anos atrás  “Nós fomos excomungados”.

Colette não só contou com a participação de Proenza Schouler, Mary Katrantzou e Rodarte, na área do design que trabalharam igualmente com Sarah Andelman, como também com Virgil (Abloh), Luke Meier da OAMC.

O high-end e a streetwear são caraterísticas que permitem edificar a marca como o abraçar da moda e luxúria numa estética incalculável.
Apresentando um leque bastante diversificado no que compete aos produtos que apresenta, os livros, as jóias, e os diversos elementos de cozinha são máximas que não poderiam faltar na vasta gama que a loja apresenta.

Os painéis que nomeavam e edificavam o status de Colette evidenciam a intervenção cultural que a mesma tinha perante a vida dos residentes e daqueles que chegavam. Determinavam-se assim uma influência essencial que marcava a cultura francesa.

Para que os fiéis da marca possam desfrutar de uma novidade antes do encerramento oficial, a Colette revelou a colaboração com a H&M na nova linha “H&M Studio x Colette” que será lançada no dia 21 de Agosto na loja física, durante 2 semanas, e, posteriormente, na loja online.

 

 

 

 

 

 

 

 

 Newsletter