O ROCK E O HIP HOP ESTÃO DE VOLTA AO SUPER BOCK SUPER ROCK

Nos dias 13 a 15 de julho, o Parque das Nações volta a receber mais uma edição do Super Bock Super Rock, anteriormente localizado na Praia do Meco, que já conta com 22 edições anteriores.

Como já é costume, e um dos pontos pelos quais o SBSR atrai os festivaleiros, o cartaz conta com a mais variada seleção de estilos músicas, tornando possível a mistura de vários mundos da música. Os cabeça de cartaz, Red Hot Chilli Peppers, Future e Deftone são um exemplo deste ecletismo apresentado, no entanto, é indiscutível que ambos têm em comum a vasta qualidade musical que apresentam e trazem ao público português.

London Grammar e Jessy Reyes são nomes ansiados pelos festivaleiros que se estreiam este ano por terras do Super Bock Super Rock. No caso dos London Grammar, o trio londrino formado por Hannah Reid, Dan Rothman e Dot Major apresentam-se no nosso país após o lançamento de dois álbuns. Para aqueles que tiverem a vontade de rever determinado artistas, o festival confirma novamente a presença de Foster The People, Kevin Morby e Boogarins, para além do tributo a David Bowie, apresentado por Seu Jorge. O dia 13, onde atuam Red Hot Chilli Peppers, é o único que se encontra esgotado, para já.

Repetindo a estratégia do ano passado, o SBSR volta a apostar em nomes do Hip-Hop como é o caso do cabeça de cartaz, Future, e não só. Pusha T e Akua Naru são mais duas das apostas internacionais por parte do festival. Quanto aos nomes nacionais, os festivaleiros poderão ver Slow J, Keso, NBC e o projeto Lingua Franca. Esta aposta no mundo do Hip-Hop, iniciativa do Super Bock Super Rock, é única no mundo dos festivais.

A novidade deste ano, o Palco LG by SBSR.FM é composto apenas por nomes de bandas e artistas portuguesas, defendendo o que é nacional. Poderemos contar com Capitão Fausto e The Gift, com o Jazz de Bruno Pernadas, com a eletrónica de Magazino, e ainda com o Rock dos Dead Stone.

No Pavilhão do Parque das Nações, no passado mês de maio, foi feita a apresentação de todas as novidades da 23ª edição do Super Bock Super Rock. Segundo o representante da marca Unicer, “este ano é um ano especial, porque são os 90 anos da Super Bock, marca líder de mercado. Uma marca com 90 anos, mas uma marca jovem e o expoente máximo disso é o Festival SBSR. É a marca mais transversal, pois apoia bastante os eventos da cultura e das artes, e muito em destaque a música. Esperasse um ano histórico, dado que o Festival SBSR é o festival de música com maior representação fora de Portugal, como por exemplo, Angola.”

Esta 23ª edição assenta em 4 importantes pilares, expostos na apresentação: a música, a experiência cervejeira, a arte urbana e a sustentabilidade. Para celebrar os 90 anos da Super Bock, a marca criou uma cerveja especial, a 1927, uma cerveja artesanal.  A arte urbana manterá a sua parceria da Underdogs para ativação da marca e, à semelhança da edição anterior, o festival introduzirá novamente o uso do copo plástico ecológico, com capacidades de 25 e 50 cl, e com o custo de 2€, devolvidos no final da noite.

 

Foto: Facebook Super Bock Super Rock

 Newsletter