E o Globo de Ouro de Personalidade do Ano na área do Jornalismo vai para… Conceição Lino

E o Globo de Ouro de Personalidade do Ano na área do Jornalismo vai para… Conceição Lino

A 24ª gala dos Globos de Ouro decorreu, este domingo, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, com a apresentação de Cristina Ferreira. Como acontece anualmente, foram entregues prémios nas mais diversas áreas, mas este ano com algumas novidades no humor, entretenimento e jornalismo.

Foi entregue a uma cara SIC o Globo de Ouro de Personalidade do Ano numa nova categoria de Jornalismo, na XXIV Gala dos Globos de Ouro. A vencedora foi Conceição Lino, cujos trabalhos de investigação dão sempre muito que falar. Na mesma categoria estavam nomeados Ana Leal (TVI), Jacinto Godinho (RTP), Maria Flor Pedroso (RTP) e Miriam Alves (SIC). O Globo de Ouro foi entregue pelos atores Diana Chaves e Rogério Samora.

Quando a jornalista subiu ao palco fez questão de saudar os restantes nomeados nesta categoria e no seu discurso referiu os tempos conturbados em que vivemos.

“Queria deixar aqui umas palavras para aqueles que têm a tentação e a tendência de querer controlar, manipular, descredibilizar os jornalistas, não se iludam, porque um bom jornalista consegue sempre arranjar caminho para fazer o seu trabalho. Depois queria também deixar uma nota para toda a gente que pode achar que tanto faz ser informado por jornalistas como por qualquer coisa que lhes caia no WhatsApp, ou numa qualquer rede social. Eu gostava que procurassem melhor, que vissem melhor, que lessem melhor, que ouvissem melhor, que se informem. Porque é assim que todos nós conseguimos ser cidadãos de primeira, cidadãos não facilmente manipuláveis, cidadãos que são capazes de ter nas suas mãos o poder de decisão. Depois queria também, por último, não me quero alongar, uma palavra para os meus colegas jornalistas, todos eles. Tenham respeito pela vossa profissão, tenham respeito por vocês próprios, questionem sobre o tipo de jornalista que querem ser. Ser jornalista é trabalhar para o bem comum, não é para servir interesses individuais, pessoais, de um grupo económico, de um partido, de uma seita, seja lá do que for. Portanto, façam sempre as perguntas e queiram sempre, não desistam de obter as respostas.”

Termina por agradecer a todos os presentes e a todos aqueles que contribuíram para o seu sucesso. A jornalista viu assim o seu trabalho distinguido na Gala do ano.

 Newsletter