6 Filmes para ver no feriado

Esta quinta-feira, quem trabalha ou está ainda em aulas pode por a semana em pausa e descontrair,  nem que seja por um dia. O sol convida a ir à praia, mas o excesso de calor pode ser nocivo. Por isso, porque não ir ao cinema ou até ficar em casa a ver um filme?

 

Pipocas, uma ventoinha e sofá ou o fresquinho de uma sala de cinema podem ser ideais para este feriado. A FAIRE sugere-lhe seis filmes para ver em família, no cinema, ou no conforto de sua casa.

 

Nas salas de cinema

Filmes: Mulher MaravilhaMulher-Maravilha

Os apaixonados pelo universo da DC Comics ou por super-heróis podem conhecer a história da Mulher Maravilha – alter ego da Princesa Diana da Ilha Paraíso.

 

 

Filmes: Rei Artur: A Lenda da Espada

Rei Artur: A Lenda da Espada

Toda a gente conhece a história de Artur, pelo menos a que ouvimos em pequenos. Neste enredo, conhecemos a história por trás. Quando o pai de Artur é assassinado, o seu tio rouba-lhe a coroa. Sem saber quem realmente é, Artur cresce nas ruas e vielas da cidade. Mas quando ele retira a mítica espada da pedra, a sua vida muda drasticamente e vê-se forçado a honrar o seu legado.

 

Filmes: Piratas das Caraíbas: Homens Mortos Não Contam HistóriasPiratas das Caraíbas: Homens Mortos Não Contam Histórias

A saga dispensa apresentações. Johnny Depp volta a encarnar o icónico anti-herói Jack Sparrow, numa nova aventura entre marés de azar.

 

 

 

A partir do seu sofá

Filmes: MinionsMinions

Porque o feriado significa tempo em família. Porque não ver um filme de animação com os mais pequenos (ou não)? Neste filme conhecemos a história dos amigos amarelos e apaixonados por banana do Gru – que volta ao grande ecrã no dia 29 de junho com Gru Maldisposto 3.

 

 

Filmes: La La Land La La Land

Vencedor de várias prémios, – o Óscar de Melhor Banda Sonora e inclusive sete Globos de Ouro – o filme conta a história do pianista Sebastian e da atriz Mia, num musical.

 

 

Filmes: MoonlightMoonlight

Vencedor do Óscar de Melhor Filme, em 2017, Moonlight conta a história de Chiron, um jovem de Miami que lida com questões sobre sua sexualidade e identidade, em 1980.

 Newsletter