Les brises de français: a inspiração da coleção assinada por Christophe Sauvat  no SS18 do ModaLisboa 

A autenticidade da cultura francesa e as brisas que as praias, os barcos e a própria atmosfera recria no litoral de Cassis inspiram a coleção do designer Christophe Sauvat.

A dicotomia completava ainda o que restava da coleção. O que era nítido de significação concentrava ainda a abstração pictórica com a representação de “pinturas a canvas”, como é descrito no ModaLisboa, com o intuito de recordar a cultura beatnick, a educação e a filosofia apresentada nos anos 50 sobre as vistas dos oceanos e das águas profundas.

A misturas de tons quentes que remetem ao deserto, ao animal feroz e ao deslumbramento selvagem é nítido como um “grito” numa fase final da apresentação da coleção.

A crítica é característica plural representada por muitos e entendida por poucos, ainda assim, o designer não esquece de relembrar a necessidade de combater a extinção de espécies e mudanças climatéricas.

Um percurso marcado pelas colaborações com diferentes designers, nomeadamente Tory Burch, Ralph Lauren, L’Artisan de Luxe, Antik Denim e Pratt’s Denim, Sauvat decide escolher Portugal como o seu sítio de residência.

Com o conhecimento devido em diferentes partes do mundo, Christophe Sauvat relembra continuamente a sua identidade em cada peça que desenha e, “Cada peça é, assim, um testemunho da herança multicultural que o seu criador lhe imprime, fruto das suas inúmeras viagens.” 

 

 

 Newsletter