Hubert de Givenchy, OBRIGADO!

Homem humilde, generoso e apaixonado, Hubert de Givenchy era um dos estilistas mais criativos e talentosos do século XXI e uma referência no mundo da moda.

Aos 24 anos de idade, Givenchy recusa uma oferta de trabalho da Dior e, apesar do grande risco, decide abrir a sua própria casa. O sucesso foi imediato e as suas criações viajaram pelo mundo e foram usadas por todas as grandes figuras femininas da época, desde atrizes, a cantoras, a mulheres da realeza e da alta sociedade como Jackie Kennedy, Lauren Bacal, Elizabeth Taylor, Princesa Grace do Mónaco, Duquesa de Windsor e muitas outras.

Viveu uma história de moda, de amor e de elegância construída em torno do bom gosto, que percorre as memórias de infância, o entusiasmo do primeiro desfile, a expansão internacional da marca e a amizade com Audrey Hepburn, para quem criou a roupa para o filme “Sabrina” e muitos outros vestidos. Fruto dessa amizade, Hepburn foi o rosto do seu primeiro perfume e Givenchy – o primeiro costureiro a ter uma atriz famosa como modelo.

Aos 60 anos, decidiu por fim à sua carreira. “Vendi o meu nome”, confessava. No entanto, estava certo de que tinha tomado uma decisão “inteligente”.

Hubert de Givenchy morreu este sábado, aos 91 anos, na sua casa em Paris. “É com grande tristeza que informamos que Hubert Taffin de Givenchy morreu”, afirmou Philippe Venet, o parceiro do estilista, num comunicado à AFP.

 Newsletter