Coleção de Serralves: 1960-1980

Até ao dia 28 de janeiro de 2018, no Museu de Serralves irá decorrer a exposição «Coleção de Serralves: 1960-1980». Uma exposição que apresenta, em fases distintas, as diferentes coleções adquiridas pelo próprio Museu ou a ele doadas.

Produzidas entre 1960 e 1980, a Coleção de Serralves é uma compilação de obras de referência, nacionais e internacionais, que oferecem ao público a experiência única de compreender a arte contemporânea. Esta também inclui uma seleção de peças mais contemporâneas como forma de acentuar a relevância deste registo em comparação com as peças artistas mais antigas.

As linhas de arquitetura do interior do Museu e o design da exposição, automaticamente levam-nos a deambular na direção correta. A contemplação dos visitantes perante as obras faz brilhar os olhos e a harmonia criada entre os mesmos abre a oportunidade de discussão sobre a experiência que estão a viver.

São cerca de 70 os artistas com pelo menos uma obra exposta nesta coleção. É de destacar que, entre todos os artistas, os portugueses aparecem em grande número. Paula Rego, António Sena, Helena Almeida, António Costa Pinheiro, Ana Vieira e Artur Rocha são alguns dos que se destacam. Lynette Yiadom-Boakye, Nam June Paik, René Bertholo, Guy de Coinet e David Goldblatt são outros autores que, quase numa oportunidade única em Portugal, tem a possibilidade apreciar.

A época apresentada na exposição foi marcada por profundas mudanças culturais e sociais e, como a arte é uma evolução constante que reflete os nossos dias, a Coleção de Serralves é uma oportunidade de refletir sobre o seu avanço e o avanço da sociedade.

Ana Miranda

 Newsletter