By Heart, pelo coração de Tiago Rodrigues

Ensinar um poema a 10 pessoas no auditório IAC, no Rivoli, será certamente obra de Tiago Rodrigues. By Heart, é como se intitula a peça apresentada pelo mesmo, já este sábado, às 19 horas.

 

Como calcular que num final de tarde a ida a um teatro se torna a “nossa” primeira peça? A participação na mesma?

Dez pessoas, que nunca assistiram ao espetáculo, não faziam pequena ideia de que iriam aprender poesia de cor, em frente de um público. Tiago Rodrigues insiste em inserir conteúdo aleatório, contando as histórias sobre a sua avô juntamente com a de diversos escritores e personagens de obras literárias, que se ligam entre ambos.

Com um cenário constituído por livros e caixotes de fruta, sempre que é proferido um verso, as ligações imprevisíveis vão sustentando os poemas do vencedor do Nobel Boris Pasternak e a cozinheira do norte de um programa de televisão holandês intitulado de “Beleza e Consolação”.

By Heart  é um mistério que se vai reconhecendo, ao longo da peça, transmitindo assim a importância do que é invisível, “um contrabando de palavras e ideias que apenas pretendem guardar um texto na memória pode oferecer”, como afirma Tiago Rodrigues.

Pertencente ao festival FITEI, apresenta uma conversa pós-espetáculo, no dia de apresentação com Jorge Palinhos (escritor e docente do Ensino Superior).

O diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II e autor desta peça revela-se como um dos nomes de referência de interpretação em Portugal.

No ano de 2003, criou a estrutura Mundo Perfeito juntamente com Magda Bizarro, no qual edificou um trabalho essencialmente baseado na colaboração artística e nos processo coletivos, o que levou à criação de 30 peças entre 2004 e 2014.

Em 2012, a sua criação Três dedos abaixo do joelho foi duplamente premiada na categoria de “Melhor Espetáculo de Teatro 2012” pela SPA e Globos de Ouro.

Com um percurso académico e profissional de renome, foi professor convidado na escola de dança contemporânea PARTS, em Bruxelas, dirigida pela coreógrafa Anne Teresa De Keersmaeker.

By Heart, um espetáculo que pretende repensar a improvisação e relacionar o impensável com o quotidiano, já tem os seus bilhetes disponíveis , com um custo de 5 euros, que podem ser adquiridos no Rivoli – Teatro da Câmara do Porto, ou via online.

 Newsletter