Balenciaga deu a todos o número de telefone

O aguardado desfile de Balenciaga na semana da moda de Paris não desiludiu e confirmou o carácter original e misterioso da marca.

Por entre camadas e camadas de tecido, a par com um generoso donativo para o World Food Programme, a Balenciaga mostrou um desfile de contrastes: a instalação escrita e rabiscada no centro da passerelle, contrastou com os coordenados estruturados e sofisticados, cuja sobriedade era quebrada pelas cores vibrantes que exibiam. O paradoxo era entre coerência e desordem, liberdade e construção. Talvez por isso não pudesse ser mais conveniente a imagem de inúmeras camadas de roupa como metáfora para a ajuda contra a fome.

 Apesar do já rico ambiente de desfile, o facto mais intrigante não teve a apenas a ver com as peças, mas com o misterioso número de telefone que surgiu estampado na parte frontal de uma camisa de xadrez.

Trata-se de uma “hotline” da Balenciaga que, ao que parece, era respondida por uma gravação de voz, que realiza questões, passíveis de responder através da marcação dos números no telefone (muito parecido àquela vozinha automatizada da operadora telefónica). As questões eram pessoais e subjetivas, sendo na sua maioria as preferências e perspetivas do ouvinte: género, tamanho de calçado, peso, estação do ano preferida, sabor favorito (doce, salgado, ácido…), entre outras. No final das questões nenhuma informação era fornecida que justificasse o teor das perguntas. Apenas era dito que a mensagem seria apagada, e um agradecimento. No mínimo original, não?

Sofia Craveiro

 Newsletter