Asghar Farhadi estará em Espinho em Junho

O cineasta iraniano é a mais recente confirmação do Training Ground da 15ª edição do FEST, Festival Novos Realizadores, Novo Cinema.

Nascido no Teerão, Asghar Farhadi interessou-se pelo cinema na sua adolescência, tendo realizado diversos filmes em 8 e 16 mm para a Associação Jovem de Cinema de Teerão. Desde 2001 realizou mais de 30 filmes e séries de televisão, acumulando, em vários deles, as funções de argumentista. Conhecido pelo gosto de abordar temas complexos e pelas exímia narrativa que marca as suas histórias, ganha com Darbareye Elly, o reconhecimento internacional, representado no aplauso da crítica, o Urso de Prata da Berlinale e o prémio maior do Festival Tribeca.

  • Em, 2011, à segunda nomeação, arrecada o primeiro Óscar para Melhor Filme Estrangeiro com A Separation, um drama familiar que tocou o mundo e marcou presença no pódios dos principais festivais do sector (Urso de Ouro em Berlim, de Ouro, a Boston, Melhor Filme Estrangeiro para as associações de críticos de Boston, Chicago, Los Angeles e Nova Iorque, Globo de Ouro para a mesma categoria).
  • Em 2017, volta a repetir o feito com The Salesman, assumindo-se como um dos mais respeitados e galardoados realizadores da actualidade.

No ano em que estreou em na cerimónia de abertura do Festval de Cannes Todos lo Saben, o mais recente longa-duração filmado em Espanha com o casal Penélope Cruz e Javier Bardem, o iraniano passa por Espinho para orientar uma masterclass no Training Ground do FEST. Um namoro antigo do festival que reforça o painel de oradores já confirmados para a vertente educativa do festival que, entre 18 e 25 de Junho, organiza mais de 30 masterclasses, workshops e ateliers, com a participação de profissionais da indústria de cinema mundial.

Cruzando os universos do documentário, ficção e cinema experimental, o FEST integrará ainda uma competição internacional de longas e curtas metragens, uma secção infanto-juvenil dedicada às famílias, uma competição nacional de curtas-metragens, um prémio para obras de realizadores a saírem das faculdades. Nas vertentes não competitivas, destaque ainda ao foco sobre o cinema japonês, austríaco e sueco, nos 19 filmes que integram a secção Flavours of The World. Ponto de entrada num dos mais isolados países do mundo, a Coreia do Norte é a proposta da secção Be Kind Rewind.

 Newsletter